Notícias

Ver notícia

Órgão debaterá perspectivas e desafios visando conferência mundial sobre mudanças climáticas

O Norte é a região do Brasil com maior déficit em saneamento básico. Segundo o levantamento mais recente do Serviço Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS), em 2022, a média de atendimento em esgotamento sanitário nos Estados da região chega a 14,7% e o de água, a 64,2%. A mudança desse cenário é um trabalho que envolve diversas esferas. Às vésperas da 30ª Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas (COP30), que ocorrerá em Belém (PA), em 2025, a discussão se volta para a importância de envolver toda sociedade e realizar ações que tenham como foco a preservação do meio ambiente, entre outras iniciativas, com o avanço do saneamento.

Em preparação para a COP30, a capital paraense promove debates sobre o tema. Um destes eventos ocorre nos próximos dias 07 e 08 de março, organizado pelo Ministério Público do Estado do Pará (MPPA), em parceria com a Associação dos Membros do Ministério Público do Estado do Pará (AMPEP) e o Conselho Nacional dos Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG). O Congresso “O Ministério Público e a COP 30: Perspectivas e Desafios” terá a participação do Governo do Pará e de representantes de órgãos e entidades dos demais Estados do Norte do país.

No Congresso, o presidente do Instituto Aegea, Édison Carlos, falará sobre os avanços e desafios para a universalização dos serviços do saneamento básico. Líder em saneamento privado no país, a Aegea demonstrará exemplos da adaptação às diferentes particularidades de cada local para acesso ao saneamento.

Na Região Metropolitana de Belém, Barcarena tem recebido investimentos que hoje resultam em mais de 30 mil pessoas atendidas pelo sistema de esgotamento sanitário. Em dez anos de atuação da concessionária Águas de São Francisco, houve um salto de 230% na infraestrutura de água, com a implantação de mais de 160 Km de redes e mais de 90 mil pessoas beneficiadas.

Com desafios similares a Belém, Manaus hoje tem o abastecimento de água universalizado, e está chegando aos 30% da população com acesso ao esgotamento sanitário. Desde o início da atuação da concessionária Águas de Manaus, já foram implantados mais de 200 Km de redes de água em regiões vulneráveis, como becos, rip raps e palafitas. Com esse trabalho, cerca de 200 mil pessoas passaram a ter água tratada pela primeira vez.

Um dos destaques da atuação da Aegea na capital amazonense é o trabalho no Beco Nonato, primeira área de palafitas a receber água tratada e instalação de redes de esgoto. O projeto pioneiro foi reconhecido com o Prêmio Cases de Sucesso em Água e Saneamento, do Pacto Global das Nações Unidas, uma plataforma da ONU voltada para empresas que alinham suas estratégias à sustentabilidade.

Além disso, Manaus também é destaque em tarifa social, com mais de 500 mil pessoas protegidas com desconto de 50% na conta. Outras 25 mil famílias são alcançadas pela Tarifa 10, voltada às famílias em situação de vulnerabilidade, e pagam apenas R$ 10 na conta de água e esgoto.

Em Rondônia, a Aegea atua em quatro cidades, com populações entre 27 mil e 96 mil pessoas. Nesses locais, os poços amazônicos contaminados por fossas sépticas, foram substituídos por redes de água. Com isso, o grupo já alcançou a universalização do serviço de água nas cidades rondonienses. Agora, a empresa foca na expansão do esgotamento sanitário.

Sobre a Aegea

Em 13 anos de trajetória, a Aegea já atendeu a mais de 31 milhões de pessoas em todo o país, e está presente em mais de 500 cidades em 14 estados, operando em cidades com diversos portes (de 1,8 mil a 6,8 milhões de habitantes).

Compartilhar:

Veja Também

Responsabilidade Social Saiba mais
Responsabilidade Social

A atuação social e ambientalmente responsável faz parte da nossa história e do nosso propósito.

Compliance Saiba mais
Compliance

O Programa de Compliance da Águas de São Francisco promove uma cultura de integridade com base nos valores da Aegea.

Legislação e Tarifas Saiba mais
Legislação e Tarifas

Os serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário implicam em custos e investimentos permanentes.

Notícias Saiba mais
Notícias

Confira as últimas notícias da Águas de São Francisco e saiba mais sobre os serviços, obras, programas e projetos.